Gil Vicente. AUTO PASTORIL CASTELHANO (1502)

          o anjo

Resumo:

Pastores guardam seu gado. Quando estão dormindo, um anjo aparece a um deles e anuncia o nascimento do Redentor. Um pastor explica aos companheiros as profecias sobre o nascimento do menino. Vão-se ao presépio, oferecem seus presentes e saem cantando.

GV002. Gil

Menga Gil me quita el sueño,

Que no duermo.

(canta Geovani Dallagrana)

GV003. Anjo

Ha pastor!

Que es nacido el Redentor.

(canta Jaqueson Magrani)

GV004. Todos

Aburremos la majada,

Y todos con devocion

Vamos ver aquel garzon.

Veremos aquel niñito

De agora recien nacido.

Asmo que es le prometido

Nuestro Mexias bendito.


Cantemos a voz en grito.

Con hemencia y devocion,

Veremos aquel garzon.

(cantam Geovani Dallagrana, Gerson Marchiori e Graciano Santos)

GV005. Todos

Norabuena quedes, Menga,

Á la fe que Dios mantenga.

Zagala santa bendita,

Graciosa y morenita,

Nuestro ganado visita,

Que ningun mal no le venga.

Norabuena quedes, Menga,

Á la fe que Dios mantenga.

(canta João Batista Carneiro)

GV006. Todos

Laus Deo

(canta Kátia Santos)


 

Comentário:

Esta seria realmente a primeira peça de Gil Vicente, com personagens definidos e um pequeno enredo. Há o pastor solitário e sonhador, que conhece as profecias e citações em latim, há o que gosta das festas da aldeia. Ainda é em castelhano. Aqui também já percebemos uma das características vicentinas: a introdução de frases em latim, algumas delas com palavras modificadas, ora por causa da rima, ora da métrica. Um exemplo:

"Porque este es el cordero

qui tollis peccata mundo (mundi),

el nuestro Adan segundo,

y remedio del primero."

Nesta peça também Gil Vicente introduziu pequenos trechos de canções conhecidas na época, algumas encontradas na íntegra em Cancioneiros famosos.

Há um interessante momento cômico, quando Silvestre fala da família de sua recém esposa, onde todos têm sobrenomes engraçados, quase puro deboche, e do dote que recebeu.

 

Atualizado em ( 07 - 11 - 2013 15:30 )