Vizitantoj
Trafoj por rigardoj de enhavo : 660908
Retumante
Nun estas 7 vizitantoj retumante
Descrição

Este saite está em constante construção; contém: Projeto Gil Vicente, 44 peças, com resumos, comentários e canções que fiz para as peças (Português, Esperanto); Dante Alighieri - Vita Nova, canções que fiz para os 31 poemas do livro Vita Nova (italiano); Traduções e Adaptações (inclui O Corvo, de Poe), Conta outra Vó (histórias infantis, Português, Esperanto); Peças para fantoches; Trilogia Cética; Canções Infantis Brasileiras em Esperanto. A Espécie Humana (romance), O Dia sem Nome (romance), Apolo e Jacinto (romance). A intenção é alimentá-lo semanalmente./ Ĉi paĝo konstante ricevas ion; Ĝis nun: Projekto Gil Vicente (Portugale, Esperante) kun resumoj, komentarioj kaj kanzonoj, kiujn mi verkis por la teatraĵoj; Dante Alighieri, Vita Nova, kanzonoj por la 31 poemoj de la libro Vita Nova (itale); Tradukaĵoj kaj adaptaĵoj (Portugale); Teatraĵoj por pupteatro (Portugale); Rakontu alian anjo (infanaj rakontoj, Portugale/Esperanto); Skeptika Trilogio (Portugale/Esperanto); Brazilaj Infanaj Kanzonoj. La Homa Specio (romano, Portugale, Esperante), La Tago sen Nomo (romano, Portugale, Esperante), Apolono kaj Hiakinto (romano, Portugale, Esperante) Mi intencas aldoni ion ĉiusemajne.

conta outra vó 02. a sandália

A SANDÁLIA

 a sandália

(ilustração de Ricardo Garanhani)

Nota: No início dos anos 70 li o Decameron de Boccaccio. A quarta novela da sétima jornada me fez lembrar de uma das historinhas que minha avó contava. Havia variações quanto a local e detalhes mas a essência era a mesma. Fiquei pensando em outras histórias de minha avó, analfabeta. Fiz um levantamento de todas, ela contava e recontava a cada vez que pedíamos. Percebi que nas minhas leituras nunca tinha encontrado algumas daquelas histórias. E resolvi anotar todas, para não esquecê-las. O resultado foi esse Conta outra, vó. A Sandália, o segundo conto, é a variante encontrada no Decameron. 

    Era uma vez uma vez uma mulher muito linda. Era casada com um fazendeiro rico e tinham muitos escravos. Isto aconteceu quando o Brasil ainda tinha escravos negros.

    Certa feita apareceu um mascate cheio de novidades e a mulher comprou um lenço. Quando entrou no quarto e abriu o lenço pra enrolar nos cabelos, caiu um anel de rubi. Ela guardou o anel e quando ele voltou, dias depois, disse que o anel estava escondido dentro do lenço. Ele pegou o anel e olhou ela de um jeito muito especial e ela estremeceu inteirinha.

    Um mês depois ele voltou e ela comprou uma caixinha de jóias. Ele disse que ia embrulhar e ela não quis, mas ele tanto fez que ela consentiu. Ela entrou pro quarto e daí a pouco uma escrava veio com o pacote. A mulher estava cheia de aflição.

    Pois não é que o sem-vergonha tinha colocado um bilhetinho no porta-jóias? "Quero me encontrar com a senhora num lugar escondido."

   A mulher não quis receber o mascate quando ele voltou, disse que não precisava de nada. Mas à noite o fazendeiro falou na janta que tinha empregado ele na fazenda, que ele ia fazer serviços de carpintaria. Ela ficou cheia de medo mas não falou nada.

Atualizado em ( 09 - 09 - 2019 12:41 )

leia mais

 

rakontu alian anjo 01. fraulino marinjo

FRAŬLINO MARINJO MI VIN MANĜ' MANĜ'

fraulino marinho

 (desegnis Ricardo Garanhani)

    Foje, estis maljuna fraŭlino nomata Marinjo. Ŝi estis fraŭlino ĉar ŝi rifuzis ĉiujn prezentiĝintajn svatiĝantojn. Kiam ŝi decidis edziniĝi, ili ne plu volis ŝin, ĉar ŝi jam maljunuliĝis.

     Tiam, maljunaj fraŭlinoj loĝis ĉe siaj gepatroj. Ili brodis kaj kudris. Ili helpis je la hejmlaboroj. Sed tiu preciza Fraŭlino Marinjo ne havis patron. Nek patrinon. Nek fraton. Onklon aŭ onklinon ŝi ne havis. Eĉ ŝia baptopatro jam mortis kaj pri baptopatrino ŝi memoris absolute nenion. Pro tio loĝis ŝi tute sola kaj ŝia nura akompananto estis hundineto tre ruza.

     Fraŭlino Marinjo estis tre timema. Je la alveno de la nokto, ŝi fermis la pordon per stango kaj estingis la kandelon. Ŝi loĝis en malproksima domo. Je la alveno de la mateno, ŝi ne plu timis.

     Iuvespere, oni frapis je la pordo, tok-tok.

     Fraŭlino Marinjo kuntiriĝis pro timo.

     Oni frapis denove, tok-tok.

     Ŝi ne respondis, muteta kiel nur ŝi mem.

     Oni frapis laste, tok-tok. Kaj vira voĉo kriis de ekstere:

Atualizado em ( 01 - 11 - 2013 07:23 )

legu pli

 

gil vicente 03. auto dos reis magos

Gil Vicente. AUTO DOS REIS MAGOS (1503)

           o rei mago

Resumo: Um pastor está desesperado porque perdeu-se, ao procurar o local onde nasceu Jesus. Encontra outro pastor com um ermitão; este o tranquiliza e lhe garante que conseguirá ver o menino. Um cavaleiro que estava com os Reis Magos, também perdido, chega-se a eles. Conta que estavam seguindo uma estrela. Ao ouvir do cavaleiro a descrição de como era a estrela, o Ermitão percebe que se trata do Redentor e fala do salmo que anunciava o seu nascimento e a adoração dos Magos. Chegam os três Reis e, diante do presépio, cantam.

GV007. Três Reis Magos

Quando la Vírgen bendita

Lo parió,

Todo el mundo lo sentió.

Los coros angelicales

Todos cantan nueva gloria;

Los tres Reyes la victoria

De las almas humanales.

En las tierras principales

Se sonó

Quando nuestro Dios nació.

(cantam Geovani Dallagrana, Gerson Marchiori e Graciano Santos)

Atualizado em ( 07 - 11 - 2013 15:31 )

leia o comentário

 

skeptika trilogio 01.sanktega meso

SKEPTIKA TRILOGIO - unua parto:

SANKTEGA MESO

Introitus

Fermiĝu ĉiuj sakralaj libroj!
Silentiĝu ĉiuj sacerdotoj!
Estingiĝu la lampoj de la tabernakloj!
Iu disverŝu sur la kaheloj de la konsekrita planko
    la benitajn akvojn!
Oni kaŝu la sanktulojn per nigraj kovrotukoj!
Ke la sanktigita trono iĝu malplena!
La buĉoferaĵoj estu disĵetataj al hundoj kaj porkoj
    kaj iu sigelfermu la pordegojn de ĉiuj temploj!
Silentu!, kantikoj kiuj intencas ofendi
    la diajn orelojn!
Haltu!, kruroj kiuj volas danci
    la favorpetajn dancojn.
Estu levataj la tranĉiloj de la oferbuĉoj!
Pano de la pasema malsato
    kaj vino de la eta ebriiĝo!

Kvietiĝu, ĉio!

Silentu, ĉiuj!

Haltu!

Ĉu ne veras ke la homo ĉiam kreis
    diojn laŭ sia bildo?
Do, mi teksadu nun la bildon
    de mia nova dio!
Estu ĝi pli ol laŭ mia bildo
Sed laŭ la bildo de la Homo!
Sanktega pretendo!
Sanktega aŭdaco!
Sanktega humileco!

Atualizado em ( 27 - 04 - 2011 12:56 )

legu pli

 

Tia Marina peça 1

(Nota: Até os 6-7 anos, Leonardo e Bruno só tiveram uma tia disponível, vizinha. Todos os outros moravam longe. Era uma tia especial. Não porque fosse a única, porque exclusividade não é virtude mas circunstância. Era especial porque era exatamente como era. Essas coisas não precisam de explicação. Era mais do que especial, era imprescindível. E assim ficou sendo até hoje. Depois que ela se mudou para São Paulo, homenageei-a em duas pecinhas de fantoche (os teatrinhos viraram rotina dentro dos aniversários). Aí vão as duas. A segunda peça é uma mostra do que fazem os povos quando sob o tacão de cavalgaduras: debocham da besta-fera a portas fechadas.)


marina

 

O BRIGADEIRO INVISÍVEL

PERSONAGENS: TIA MARINA, LEONARDINO, BRUNINO, TOURO (o cachorro), SACI, CUCA, IARA.

TIA MARINA: Bom dia! Boa tarde! Boa noite! Como vão vocês? Eu sou a tia Marina. Vim a Curitiba, para visitar filhos, sobrinhos, e encontrar o meu coração. Porque, mesmo morando em São Paulo, meu coração fica em Curitiba. Preciso encontrar o Leonardino e o Brunino, meus sobrinhos muito levados. Quero contar para eles as histórias que li quando fiz uma pesquisa na USP. Leonardino! Brunino! Onde estão vocês? Acho que estão aqui. (abaixa-se) Ai, minha coluna! Não posso fazer estes movimentos extravagantes. Leonardino! Brunino!

LEONARDINO: Quem que tá chamando?

BRUNINO: É a tia Marina!

TIA MARINA: Olá, sobrinhos! Quero contar para vocês umas histórias que li.

LEONARDINO: Conta, então...

TIA MARINA: A primeira história é a do Saci. Conhecem o Saci?

BRUNINO: O Saci é um pretinho que tem uma perna só.

LEONARDINO: E tem um chapeuzinho chamado carapuça.

BRUNINO: E fuma cachimbo.

LEONARDINO: E gosta muito de enganar as pessoas.

TIA MARINA: Credo! Vocês contaram tudo que eu ia contar! Mas de uma coisa vocês não falaram.

BRUNINO: O quê?

TIA MARINA: O Saci, quando está cansado, senta numa pedra e cruza as pernas.

LEONARDINO: Oh, tia Marina. Qual perna que ele cruza em cima da outra?

Atualizado em ( 19 - 10 - 2013 15:46 )

leia mais

 
Pli multe da artikoloj...

<< Komenco < Antaŭa 111 112 113 114 115 Sekva > Fino >>

Paĝo 113 de 115